Twitter

8 de jun de 2012

Projeto Contem - Um novo olhar sobre a Sustentabilidade

O Projeto Contem é uma iniciativa de incentivo ao consumo consciente e a divulgação de práticas sustentáveis.  A proposta é desenvolver uma economia crescente e saudável que gere oportunidade para muitos, mantendo os recursos naturais preservados para futuras gerações.
Desenvolvem , uma série de eventos, atividades e propostas desenvolvidas sob a esta ótica, afim de tornar palpável para o mercado e, principalmente parta as pessoas não só a informação, mas também o acesso a exemplos, produtos e práticas sustentáveis.

Em parceria com a agência Aktuell, acaba de lançar uma linha de acessórios com tecidos sustentáveis. Parte da linha composta por bolsas, necessaires, carteiras, sacolas e capas para ipad, será produzida com tecidos da coleção do estilista Alexandre Herchcovitch.


Os tecidos desenvolvidos pela Ecosimple, foram produzidos a partir do reaproveitamento de sobras de material e garrafas PET usadas. A linha de produtos será vendida em lojas multimarcas a partir do mês de setembro.




Fonte: São Paulo Prêt a Porter, Projeto Contem

31 de mai de 2012

Seda Naturalmente Colorida



Primeiro foi algodão naturalmente colorido, agora é a vez da seda. Estudiosos do Instituto de Pesquisa e Engenharia de Cingapura, modificaram a dieta do bicho da seda, para que fossem produzidos fios de seda fluorescentes. A dieta oferecida, foi a base de uma mistura de folhas de amora ( que é seu único alimento) e tinta fluorescente. Segundo dados da pesquisa o processo é simples e pode ser usado em escala industrial.

A produção de seda naturalmente colorida, iria minimizar os prejuízos ambientais causados pelo uso de produtos químicos no processo de coloração e iria gerar economia de água, já que nesse caso o processo de tingimento se torna desnecessário.


Estudos complementares relacionados a desenvolvimento de nuances e aprimoramento da reprodução e  consistência da  intensidade das cores estão sendo realizados afim de tornar o produto comercial. A propósito o grande desafio no desenvolvimento de corantes naturais é justamente a fixação da cor.


Mais um avanço! 


Tags: Revista Galileu, Eco Fashion Mag, Blog Society Vet


16 de jan de 2012

JS Design Sustentável


A Js Design Sustentável nasceu da fusão de duas paixões, o feito a mão e a filosofia baseada na sustentabilidade. A procura de técnicas de reciclagem e aproveitamento de materiais, a designer Julieta Sandoval desenvolveu uma linha de eco jóias realizada em sua totalidade de papel de revistas, panfletos e jornais tirados das ruas, e uma segunda linha feita de papel pardo sem tratamentos químicos pintados a mão.
A JS Design Sustentável, um projeto em continuo crescimento, inova no desenvolvimento criativo e nos materiais que utiliza, tentando passar uma consciência ecológica, priorizando o uso de materiais mais puros e naturais, sem perder a beleza, estilo e sofisticação.
A Js Design foi um dos destaques do Fashion Business. Parabéns pelo trabalho Julieta.





Fone: jsdesignsustentavel, portalfashion.com

15 de jan de 2012

Sustentabilidade na Semana de Moda do Rio de Janeiro

Olá queridos leitores, estamos de volta!
E não poderia haver melhor época que a Semana de Moda e Negócios do Rio de Janeiro para colocar-mos o papo em dia. Vamos conhecer as novidades de grifes e designers com propostas sustentáveis. Fique junto com  gente! Deixe seu comentário ou sugestão!

6 de dez de 2011

Kildare investe em Sustentabilidade

Ultrapassar o discurso e fazer a diferença pelo mundo de amanhã. Pensando dessa maneira, a Kildare desenvolveu a linha Bio-Attitude. 
São calçados feitos a partir de componentes reciclados e recicláveis que minimizam os impactos ao meio ambiente.

Para divulgar essa novidade no mercado, a marca contou com a parceria do Núcleo Moda e Comportamento e21 (Grupo MTCom). O material criado para a campanha de lançamento conversa diretamente com o público que valoriza atitudes sustentáveis e realça os principais atributos do produto. Diversas mídias estão sendo exploradas, destacando-se os anúncios em revista, para a Playboy e About Shoes, um display de vitrine diferenciado e banner animado para web, além de diversas ações realizadas junto ao trade. Para ficar por dentro de tudo sobre a linha Bio-Attitude e de como são feitos os calçados acesse o site da Kildare.



fonte: portaldapropaganda.com.br

1 de dez de 2011

Indústria do Vestuário adota novo padrão de medidas

A partir de 2012 as numerações e os tamanhos das roupas P, M e G serão trocados por informações sobre altura, tamanho da cintura, comprimento do braço e até a largura do pescoço. Tudo isso vai padronizar os tamanho, definidos de acordo com o corpo brasileiro. Os tamanhos foram determinados em um acordo entre a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), o comércio e a indústria.

É comum haver variações de biótipos. Como o setor não tinha regras, a  numeração de 42, por exemplo,  de uma fábrica é diferente de outra . Essa variação confundia os consumidores e os lojistas também. 
É por conta disto que a etiqueta das roupas está mudando e passa a ter o desenho e as medidas do corpo humano, como altura, tórax e barriga. Esta medida vai inclusive facilitar a venda de roupas pela internet.

As roupas infantis já estão começando a chegar às lojas com a nova etiqueta. As masculinas devem mudar em março e as femininas, no fim do ano que vem. Para facilitar, durante dois anos, as novas etiquetas terão as medidas do corpo e também o padrão antigo.






fonte:jornalhoje.com

28 de nov de 2011

Rio Design Indústria - Moda reúne especialistas no Rio

Debates, painéis, materiais sustentáveis e encontro com quem faz moda no Brasil e no exterior fazem parte da quarta edição do Rio Design Indústria, evento promovido pelo Senai Moda e Design, nesta terça-feira, dia 29, na sede da Firjan, no centro do Rio.

O encontro marca, ainda, o Ano da Holanda no Brasil,e terá a participação de profissionais dos dois países que irão discutir a cultura da inovação na moda, através do design. A palestra de abertura será com a diretora de Criação e Tendências de Estilo da empresa holandesa Philips, Claudia Lieshout.

O evento terá também exposição das Cadeiras Sérgio Rodrigues. O Rio Design Indústria acontece na Avenida Graça Aranha, número 1,centro. A partir das 9 horas.

Veja a programação completa:

10h30 às 11h30 : Palestra com Claudia Lieshout - Diretora de Criação e Tendências de Estilo - Philips Design, na Holanda, e responsável pela realização de pesquisas de tendências com a equipe global sobre estilo de vida e cultura criativa e implantação desses resultados para a Comunidade Philips Design e o mercado externo.

11h30 às 12h30: Painel – Voz do parceiro do design e da inovação, instituições de pesquisa, ensino e fomento com a participação de: Marcos André,coordenador de Economia Criativa da Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro, Victor le Noble – Diretor da Tuttobene -organização holandesa de fomento ao design e Alice Freitas – coordenadora executiva do Instituto Asta.

14h às 15h30: Voz do Criativo, com os designers Sérgio Rodrigues; Carlos Alcantarino, Fernando Jaeger e Ineke Hans.

15h30 às 16h30: Voz da Indústria





fonte: odiaonline

26 de nov de 2011

Containers antigos viram Lindas Boutiques


A Container Ecology Store - única rede de franquias em container no Mundo - criada há dois anos pelo empresário André Krai, com experiência de 18 anos no setor têxtil, traz o conceito inédito de loja ecológica utilizando containeres de porto reciclados com mais de 20 anos de uso e outros materiais como araras feitas de corrimão de ônibus e decks de casca de arroz. 

De acordo com o idealizador projeto inovador de Boutique Ecológica  alia modernidade, sustentabilidade, baixo custo operacional e retorno imediato.
A rede hoje atua principalmente no Rio Grande do Sul e o  objetivo é expandir a rede de franquias e lojas por todo o território nacional. 







fonte: portaldailha.com

7 de nov de 2011

Naturezza - Grife de Calçados Eco Friendly


A marca de calçados e acessórios femininos Naturezza traz para a próxima estação tênis desenvolvidos em lona 100% reciclada de garrafa PET. Estampados com tinta à base de água, os calçados seguem o processo de sublimação com Napa Aqua, material que tem todo o seu solvente recuperado e não há emissão de gases à atmosfera. Os forros, palmilhas e etiquetas são tecidos produzidos com Fibra de Bambu.

 
  Os calçados são super macios e destacam o exclusivo aroma de andiroba. Os cadarços seguem a mesma proposta e são fabricados em fibras 100% algodão e os metais aplicados, como os ilhós, são lacres de latinhas de refrigerantes. A cartela de cores fica por conta do branco, natural, lilás e concha, tão leves quanto a proposta dos produtos.

  A coleção verão 2012 da Naturezza ECO pode ser encontrada em diversos pontos de vendas espalhados pelo território nacional.



fonte: revistafator.com

27 de out de 2011

Design inova com a Fibra de Leite


Nascida em Leipzig, numa família tradicionalmente interessada pela moda, Anke Domaske abriu sua primeira grife aos 19 anos: Mademoiselle Chichi, abreviada MCC.
No entanto, isso não bastou para a jovem interessada pelas ciências. Ela decidiu investir num conhecimento sólido caso sua grife não desse certo, e graduou-se em Biologia.
A MCC foi alcançando cada vez mais êxito, vestindo até mesmo atrizes de Hollywood, como Mischa Barton. E ao concluir o curso de Biologia, em 2009, Domaske decidiu-se, enfim, pela moda.
A designer e microbióloga descobriu a fibra do leite como material para a confecção de tecidos para alérgicos. Mas a coisa só era possível usando química, com impacto direto para o meio ambiente. E assim a designer resolveu unir suas duas paixões – a moda e a biologia –, para fundar uma segunda empresa: a Qmilch.
Junto com seus seis colaboradores, Domaske entrou no laboratório e começou a experimentar. Antes dela, outros produtores de moda já haviam tentado fazer algo com a proteína láctea, mas as tentativas nunca resultaram num tecido que fosse, ao mesmo tempo, resistente e "ecologicamente correto".
E foi justamente a equipe tão desigual de Domaske a alcançar a façanha. Segundo ela, foi tudo uma questão de sorte, mas sobretudo de paciência. A equipe inventava uma receita e experimentava. É impermeável? Não rasga? Após centenas de experimentos, chegaram aos resultados desejados, e surgiu a fibra Qmilch.
 O resultado já está patenteado e é revolucionário. Embora se tente, há anos, inserir um pensamento ecológico no setor da moda, é difícil a implementação de procedimentos compatíveis com o meio ambiente no setor.
PRODUÇÃO
A fibra do leite é produzida com apenas dois litros de água. Além disso, a empresa Qmilch só usa restos da indústria de laticínio. Numa máquina grande são misturados restos da proteína láctea caseína, água e de outras substâncias naturais, como cera de abelha.
O equipamento funciona como um grande moedor de carne, com dois espirais dentro, onde a massa é aquecida até se tornar maleável e depois são fiadas. Obtém-se uma fibra mais fina do que um fio de cabelo . A fibra é então enviada para uma tecelagem e, por fim, para o fabricante de tecidos.
VANTAGENS
O alto grau de tolerância do tecido foi, de qualquer forma, uma das razões que levaram Domaske a desenvolver a fibra. Muitos amigos seus são alérgicos, não podendo nem usar uma simples camiseta sem apresentar reações alérgicas.
O mercado de tecidos para alérgicos é enorme. Cada vez mais gente reage ao número de produtos químicos encontrados por todos os lados no dia-a-dia: nas roupas, nas roupas de cama, nos assentos dos carros. O interesse dos setores afins em relação à fibra desenvolvida pela Qmilch foi proporcionalmente grande.


fonte: http://www.qmilk.eu/

23 de out de 2011

Terraquea - Nova grife Eco-Friendly no Rio de Janeiro

Com a proposta eco-friendly chique, a marca de moda feminina Terraquea abre suas portas esta semana, no Shopping Barra Garden, Rio de Janeiro. Comandada pela estilista Marcella Cruz, a grife apresenta ao público a coleção de inauguração Verão 2012 ‘Pássaros’, com modelos inspirados na natureza e nas questões da terra.

Esta primeira coleção da Terraquea representa a liberdade de criar e de fazer o que se quer. Todas as peças tem o objetivo de transmitir consciência ecológica, através de roupas e tecidos leves.
Está no DNA da marca a preocupação com o bem-estar e também com o meio ambiente. Toda a loja da grife Terraquea, será decorada utilizando madeira de demolição e as embalagens para clientes são em papel craft.

Os resíduos da produção serão transformados em bolsas de retalhos em parceria com a ong Rede Asta. A ong é a primeira rede de venda direta de produtos de economia solidária do país, reunindo pequenos produtores de artesanato, moda e decoração de comunidades carentes do Rio de Janeiro.

A coleção de lançamento vem com detalhes artesanais e itens em tricô. A malha é o tecido mais explorado As peças que prometem oferecer conforto nas horas em que as mulheres estão mais descontraídas, são leves, delicadas e muito românticas.Acessórios de palha, couro, mistura de materiais e texturas.
Em breve imagens da coleção.

http://brecholandiamix.blogspot.com/

fonte: revistafator.com

9 de out de 2011

Renove seu Guarda Roupa sem gastar nada!


Que tal poder trocar as peças do seu armário que você não usa mais com seus amigos do Facebook?  Essa é a proposta do aplicativo Bazar Vida Mais Leve.

Para participar, basta acessar o aplicativo no Facebook. A partir disso, você fotografa e posta as imagens das roupas que não usa mais e escolhe com que amigos essas informações serão compartilhadas. Depois, é feita a “negociação” diretamente com a pessoa e pronto, armário renovado sem gastar dinheiro e sem consumir outros produtos.
Acesse a página no Facebook para participar. A ação é organizada pela Banafont, água da empresa Danone.
fonte: revista Atitude Sustetável 

3 de out de 2011

Alternativas Ecológicas para susbstituir o Couro

Estendendo o nosso post anterior vamos conhecer cinco alternativas ecológicas para substituir o couro. Essa reportagem foi indicada pela minha amiga Rosana Alves. 

CASCA DE ÁRVORE

A casca de árvores pode ser utilizada para fazer tecido. As lascas da madeira das árvores da família Moraceae que incluem 50 gêneros e mais de 1.500 espécies, predominantemente tropicais e subtropicais, estando representada no Brasil por 27 gêneros com cerca de 250 espécies podem ser tratadas e suas fibras utilizadas. O seu uso é variado, desde cintos até roupas, já que o tecido é grosso porém macio.

 


 CORTIÇA

A  fibra da cortça é proveniente da madeira do carvalho. É extraída sem destruir a árvore, sendo portanto um processo sustentável. Substitui bem o couro por ser  facilmente limpo, possuir um toque macio, é a prova d'água e repele a poeira. Recentemente o estilista Lucas Nascimento levou à passarela do Fashion Rio a cortiça como base de detalhes de corset e acessórios.

 
 ALGODÃO ACETINADO

Algodão polido de alta qualidade , tem longa duração e se assemelha à seda. Normalmente utilizado para colchas, almofadas e lençóis, pode também ser utilizado em roupas e acessórios.


PET

A sigla PET é uma resina de polímero termoplástico da família do poliéster e usado associado a outras fibras.
Como pode ser reciclado mais de uma vez, é um excelente substituto do couro. Seu uso vai desde homewear até roupas.

 

 

http://brecholandiamix.blogspot.com/
 

Fonte: revistagalileu.com.br
imagens: divulgação

15 de set de 2011

Pele Animal em desfiles de moda agora é crime!


A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável aprovou no mês passado o Projeto de Lei  que torna crime o uso de peles de animais silvestres nativos ou exóticos, domésticos ou domesticados, em eventos de moda no Brasil. A pena prevista é de reclusão de um a três anos e multa.
 O relator do projeto na Comissão de Meio Ambiente afirmou que, embora a Constituição Federal e a Lei de Crimes Ambientais já prevejam punição às práticas de maus-tratos aos animais, a indústria da moda continua a fazer uso de peles em desrespeito às disposições legais, inclusive nas coleções do inverno 2011, chegando ao vestuário cotidiano.


Segundo o deputado, essa prática também contraria os princípios de sustentabilidade ambiental, de conservação da diversidade biológica e de proteção aos direitos dos animais.
A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável aprovou o parecer do relator na forma de substitutivo que faz ajustes na redação original do projeto.

http://brecholandiamix.blogspot.com/
fonte: uol.com

13 de set de 2011

Sustentabilidade na Semana de Moda de Nova York


A New York Fashion Week apresentou muitas iniciativas sustentáveis este ano, revelando a preocupação das marcas com o meio ambiente. Entre elas estão EDUN, Organic e M. Patmos.

A EDUN é a marca ecológica do Bono Vox e de sua esposa Ali Hewson. Ela trabalham  com materiais orgânicos, como o algodão colhido por comunidades de baixa renda. A EDUN tem a missão de incentivar o desenvolvimento econômico das comunidades sob princípios sustentáveis, principalmente a população africana. Várias peças são inspiradas em cores e texturas das casas de Nairobi, visitadas pela designer da marca.


Inspirada nos arquétipos de cientistas, andarilhos e viajantes, a coleção da Organic mais uma vez utiliza lã, algodão orgânico e nylon reciclado nas peças de John Patrick. 



A M.Patmos Reduzindo a pegada de carbono da sua cadeia de fornecimento, a marca favorece a produção nacional empregando matérias-primas locais e técnicas de produção sem resíduos. Márcia Patmos trabalha com fibras sustentáveis, como algodão, cânhamo e linho com a ajuda de mulheres e artesãos da Bolívia e Nepal.

 
http://brecholandiamix.blogspot.com/
fonte: Atitude Sustentável
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...